sexta-feira, 16 de abril de 2010

Lugar seguro

Hoje acordei com uma reflexão: quantos acontecimentos envolvendo a população mundial nestes últimos dias! Terremoto no Haiti; terremoto no Chile; terremoto no México; enchentes no Rio de Janeiro e Niterói; terremoto na China; tempestades na Índia; erupção vulcânica na Islândia... e por aí vai. Parece que as pessoas não tem mais um lugar onde se sintam seguras.
Talvez, na correria do dia-a-dia, não nos demos conta disso tudo. Alguns terremotos em nossas vidas pessoais provavelmente não nos permitem uma reflexão. Sobretudo quando enchentes invadem nossa alma acometida de sérias feridas do passado, e nos afogam a ponto de perdermos a macro visão de tudo. 
Quantas vezes um turbilhão de coisas acontecendo à nossa volta e, como autômatos e insensíveis, nos vemos envoltos em uma nuvem de solidão? Parece que nosso foco de vida não vai além de alguns metros de nossa casa. Nossa atenção é para nós mesmos. 
Não conseguimos dar um passo a favor de ninguém. O refúgio parece ser o melhor remédio. As pessoas com seus problemas não nos interessam, de fato.
Em contraste a esse cenário, encontro na pessoa de Jesus, atitudes comprometidas e envolventes.
Certa vez, Jesus encontrou uma mulher em um poço na região da Samária. Uma mulher surrada pela vida, cheia de tremores em sua alma. 
O famoso escritor Max Lucado, em seu livro "Deus chegou mais perto" fez uma menção sobre esse episódio, digna de honra:
"Em silêncio, o Médico Divino abriu sua maleta e tirou uma agulha de fé e um fio de esperança. Na sombra do poço de Jacó, Ele costurou a alma ferida dela."
Por que não darmos uma oportunidade para Jesus entrar em nossas vidas? Provavelmente os terremotos continuarão, bem como as enchentes. Entretanto nEle, temos um lugar seguro!

Pr. Douglas Amaral

Um comentário:

  1. Vinde a mim vós que estais cansados e oprimidos e eu vos aliviarei

    ResponderExcluir